terça-feira, 15 de dezembro de 2009

NASA

apresenta provas da chegada à Lua







NASA/Goddard Space Flight Center/Arizona State University
NASA apresenta provas da chegada à Lua
Imagem atual dos restos da missão Apollo 14 na Lua: da esquerda para a direita, são visíveis os instrumentos científicos, as pegadas dos astronautas e o módulo lunar com sua sombra




Imagem atual dos restos da missão Apollo 14 na Lua: da esquerda para a direita, são visíveis os instrumentos científicos, as pegadas dos astronautas e o módulo lunar com sua sombra

Depois de admitir que apagou acidentalmente as fitas da chegada do homem à Lua em 1969, a NASA divulga mais uma notícia que promete causar polêmica.

A agência espacial divulgou fotos que incluem os vestígios da missão Apollo 11, que levou o homem à Lua pela primeira vez há quarenta anos.


O satélite de reconhecimento lunar LRO (Lunar Reconnaissance Orbiter), lançado no dia 18 de junho, enviou fotos dos locais de aterrissagem das missões Apollo 11, 14, 15, 16 e 17. A LRO atingiu a órbita lunar no dia 23 de junho e as imagens divulgadas hoje foram tiradas entre os dias 11 e 15 de julho.
A trajetória elíptica da aeronave fez com que as resoluções das imagens fossem ligeiramente diferentes entre si, mas todas possuem por volta de 1,2 metro por pixel, segundo a NASA. Os restos das missões Apollo ocupam cerca de 9 pixels mas, como as fotos foram tiradas no momento em que o Sol estava baixo no horizonte, longas sombras dos restos dos módulos lunares foram criadas.

A imagem mais nítida é a da missão Apollo 14, lançada em janeiro de 1971. As condições de luminosidade, segundo a NASA, possibilitaram a captura de muitos detalhes: além dos instrumentos científicos, é visível a trilha de passos dos astronautas entre o módulo lunar e os experimentos.

A LRO é uma missão da NASA com participação do Instituto de Pesquisa Espacial de Moscou. Ela carrega sete instrumentos científicos, todos passando pelo processo de calibração e teste. Sua primeira missão de órbita, em Agosto, será fazer uma volta quase circular a pouco mais de 49 km da superfície lunar.

Para ver todas as fotos, basta acessar o site da NASA.