terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Estrela anã branca fará supernova rara





Francesco Mereghetti com imagem de fundo NASA, ESA e T.M. Brown (STScI)
Estrela anã branca fará supernova rara
Ilustração da anã branca e sua estrela companheira HD49798.


Encontrada estrela anã branca que, orbitando ao redor de sua companheira, poderá explodir em alguns milhões de anos. A descoberta foi feita com o XMM-Newton, telescópio de raio-X da Agência Espacial Européia (ESA), que orbita ao redor da Terra. Devido às características únicas da estrela, acredita-se que ela deverá gerar um raro tipo de supernova em relativamente pouco tempo – considerando-se
As supernovas são fenômenos estudados, entre outras coisas, para medir distâncias no universo e compreender melhor sua formação. Desde 1997, astrônomos estão buscando o misterioso objeto que liberava raios-X perto da estrela HD 49798, a mais de dois mil anos-luz de distância. Graças ao XMN, os pesquisadores encontraram a anã branca - o centro já morto do que, certa vez, já foi uma estrela “normal”.

No entanto, a massa da descoberta chama a atenção: ela é mais de duas vezes o esperado. Enquanto a maioria das anãs brancas possui 0,6 de massa do Sol em um corpo do tamanho da Terra, essa contém 1,3 de massa solar, com metade do diâmetro do nosso planeta. Ela também possui rotação de 13 segundos, a mais rápida já vista em uma anã branca.

Provavelmente, a estranha descoberta conseguiu sua massa ao roubar gases da estrela companheira, o que a fez atingir um limite perigoso que culminará em sua explosão dentro de alguns milhões de anos. Será um espetáculo tão brilhante que poderemos observá-lo da Terra, durante o dia, e a olho nu.